• Pesquisar:

Menu superior



Vias Seguras / Os acidentes / Estatísticas / Estatísticas estaduais / Estatísticas de acidentes no Rio Grande do Sul


Menu à esquerda



Estatísticas de acidentes no Rio Grande do Sul

Fontes: Detran, DAER, DATASUS, DPRF

Revisado em 9/01/2019

Dados gerais

População: 10,9 milhões de habitantes em 2010, 11,2 em 2015. Frota de veículos: 4,8 milhões em 2010, 6,7 em 2016 . Superfície : 282.000 km2. Capital: Porto Alegre

Avaliação do número de mortos no trânsito

Detran: mortos nas vias federais, estaduais e municipais: 1.984 em 2013, 2.023 em 2014, 1.726 em 2015, 1.680 em 2016, 1.741 em 2017.

Ministério da Saúde (DATASUS), óbitos ocorridos no Estado: 2.017 em 2013, 2008 em 2014, 1.780 em 2015.

DAER, ano 2010: 525 mortos nas rodovias estaduais

DPRF: mortos nas rodovias federais do estado: 500 em 2014, 393 em 2015, 346 em 2016.

Estatísticas disponíveis

O Detran publica diagnósticos detalhados, referentes aos acidentes com vítimas fatais para cada ano, de 2007 a 2017. Estes diagnósticos foram elaborados a partir de 2011 com base em anuários e relatórios publicados anteriormente e levam em conta a nova metodologia adotada pelo Detran, registrando os mortos falecidos até 30 dias após o acidente.

O Ministério da Saúde fornece também, através da base de dados DATASUS, os números de mortos em acidentes, até 2015.

O gráfico abaixo mostra a comparação destas duas estatísticas de mortos em acidentes do trânsito no período 2003 – 2016.

RS VF 2 fontes  2003a2017 Jan19

A partir de 2007, os números são extremamente próximos e a maior diferença entre os dos grupos de dados se verificou em 2008: Datasus 9% acima do Detran. A proximidade dos dados tende a fortalecer a credibilidade das duas estatísticas.

Mortos por tipo de usuário

De acordo com as estatísticas do Detran, as proporções em 2016 eram :

pedestres 20% ; ciclistas 6%, motociclistas e passageiros de motos 25%, ocupantes de outros veículos : 49%.

Índices

RS Indice e taxa 2002a2015 Jan19

A taxa de motorização aumentou sistematicamente cada ano, passando de 28 veículos por 100 habitantes em 2002 a 59 em 2015.

O índice de mortos em relação à população ficou estável de 2002 a 2012, em torno de 19 mortos por 100.000 habitantes e diminiu até 16 em 2015.

O gráfico abaixo permite comparar a evolução dos níveis de motorização e de mortalidade no Estado, na Região Sul da qual faz parte e no Brasil inteiro,entre 2002 e 2015.

RS indices RS região e BR 2002a2015 Jan19

 

O Rio Grande do Sul é um pouco menos motorizado que a Região Sul, porém, é bem mais seguro: 16 mortos por 100.000 habitantes no Estado em 2015 em vez de 21 na região. Em relação ao Brasil, o Estado é muito mais motorizado (60 veic por 100 habitantes em 2015, em vez de 45) e um pouco mais seguro (média de 19 no periodo em vez de 19,7)

Fonte : escolhemos a base Datasus para o número de mortos, de forma a ter dados coerentes ao longo do período todo.

Número total de vítimas : mortos e feridos

RS Detran Vitimas 2007a 2010

Aumento de 6,6% em 2010

Tal aumento demostra que seria necessário monitorar a evolução do número total de vítimas com o mesmo cuidado que a evolução do número de mortos.

Acidentes nas rodovias federais do Rio Grande do Sul

Evolução dos acidentes nas rodovias federais de 2007 a 2016, localização dos acidentes nas BR 101-RS e 116-RS, análise de segmentos críticos na BR 116-RS

VF BR RS 2007a2016

Acidentes no Rio Grande do Sul: estatísticas do Detran

Metodologia, etapas,

Acidentes com vítimas fatais: estatísticas e diagnósticos anuais até 2017

Pontos críticos, mapas da acidentalidade

Acidentes por categoria de usuário: pedestre, ciclista, motocicleta, caminhão, ônibus

Publicações anteriores a 2011

Acidentes no Rio Grande do Sul: estatísticas do Ministério da Saúde

(Atualizado em 11/04/2017)

Mortos em acidentes de trânsito, de 2003 a 2015

Vítimas hospitalizadas de 2007 a 2015

Acidentes nas rodovias estaduais do Rio Grande do Sul

Estatísticas e pesquisas publicadas no portal do DAER

palavras-chave: estatística; acidente; trânsito; Rio Grande do Sul; RS;